Em 2018, lutemos pela superação da violência

Bem-vindos ao ano pastoral de 2018, que, com a contribuição de cada um de nós, será o ano...
Publicado em 01/Fev/2018

EM 2018, LUTEMOS PELA
SUPERAÇÃO DA VIOLÊNCIA

 

Sejam bem-vindos ao ano pastoral de 2018, que, com a contribuição de cada um de nós, será o ano da graça e de muitas bênçãos de Deus. Nas festas de fim de ano, nos felicitamos e desejamos a uns aos outros Feliz Ano-Novo, que, com certeza, só será possível, se verdadeiramente acolhermos o projeto de Deus em nossas vidas e trabalharmos para a construção de um mundo melhor.

 

Seguem alguns eventos para este ano:

 

É o ano em que a Igreja nos convida, através da Campanha da Fraternidade, a trabalhar para a superação da violência, com o lema: “Vós sois todos irmãos” (Mt 23,8). Somos testemunhas diariamente de tantas situações de violência, que tem ceifado a vida de tantos irmãos e irmãs. Se queremos a superação da violência, comecemos por cada um de nós. No artigo da página central, apresentamos algumas sugestões.


É o ano de nossa Assembleia Diocesana, momento propício para avaliação da caminhada e para apontar pistas ao trabalho de evangelização. Nossas comunidades já enviaram suas contribuições; o próximo passo será no âmbito de nosso regional.


É o ano da Copa do Mundo, na Rússia, entre 14 de junho e 15 de julho, que mexe com o ânimo de muitos brasileiros, na torcida por nossos atletas. Devemos ter o cuidado para que não seja “um êxtase” que nos aliene, diante de tantos desafios e de compromissos com a vida e na luta por um mundo melhor.


É o ano das eleições, de cumprir nossa cidadania e trabalhar contra esta terrível crise que assola nosso país. Mas, a propósito, como anda nossa consciência política? Segundo o Dicionário Aurélio, ter consciência significa “ter a faculdade de estabelecer julgamentos morais dos atos realizados, ou seja, refletir sobre as escolhas e decisões tomadas, em seus vários aspectos, considerando-se a moral e a ética nos critérios estabelecidos”. A política, dentre alguns conceitos que o Aurélio apresenta, é a habilidade no trato das relações humanas, com vista à obtenção dos resultados desejados. Isto significa que a sociedade deve ter a plena capacidade para tomar decisões morais e éticas quanto à escolha de seus representantes, que tenham a habilidade de defender os interesses da coletividade, e não de particulares.


Por fim, lembrar que é o ano da 60ª festa de São Jorge, o Santo Guerreiro, que, não temendo a violência, enfrentou com bravura as forças do mal.

 

 

 

Pe. Max de Jesus

Pároco

 

 
nossos contatos
 
missas
   
 
Paróquia Nossa Senhora de Fátima e São Jorge
 
Horários de missas na Matriz
 
Endereço: Rua Getúlio Vargas, 220
 
Segunda a sexta às 7h30min
 
Centro - Nova Iguaçu/RJ - 26.255-060
 
Segundas e sextas às 18h30min
 
Secretaria: (21) 2767-0170 / (21) 2669-3118
 
Sábado às 16h30min
 
Pároco: Pe. Geomax de Jesus
 
Domingo às 7h, 9h e 19h
 
 
Todo dia 13 às 12h missa de N.S. de Fátima
 
Copyright © - 2013 - Todos os direitos reservados
 
Todo dia 23 às 12h missa de São Jorge